Alfabetização e Literatura Infantil:

Contribuições da Teoria Histórico-Cultural

Autores

Resumo

Discute o ensino da leitura e da escrita a partir da Teoria Histórico-Cultural. Objetiva entender a apropriação do conceito da palavra pela criança, com relação aos significados presentes no discurso oral e escrito na alfabetização. Discute a influência do meio circundante da criança e sobre como as vivências interferem no desenvolvimento da escrita e da leitura. Utiliza como método o estudo bibliográfico e qualitativo com respaldo na teoria de Vigotski. Conclui que a alfabetização precisa estar atrelada às necessidades da criança e que a escrita precisa ser apresentada como instrumento de interação social e fruição estética.   Palavras-chave: Alfabetização. Literatura Infantil. Teoria Histórico-Cultural. 

Biografia do Autor

Cleonice Marçal, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)

Graduação em Letras/Português e em Pedagogia (UNIOESTE/Campus Foz do Iguaçu). Pós-Graduanda em Processo do Ensino-Aprendizagem da Literatura Luso-Brasileira e em Ensino-Aprendizagem em Educação Infantil e Anos Iniciais. Mestrado em Ensino e Doutoranda do Programa Pós-Graduação em Sociedade, Cultura e Fronteiras da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE/Campus Foz do Iguaçu). Professora de Educação Infantil da Rede Pública Municipal de Foz do Iguaçu. 

Tamara Cardoso André, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE/Campus Foz do Iguaçu).

Pedagoga. Professora efetiva Assistente da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE/Campus Foz do Iguaçu).

Downloads

Publicado

30-04-2022