A Energia nos Agroecossistemas

Uma Revisão

Autores

  • Paula Vergili Pérez
  • Lucas Alves de Oliveira
  • Francieli Panazzolo

DOI:

https://doi.org/10.32915/pleiade.v13i29.650

Resumo

Desde a década de 70, os movimentos de agricultura vêm desenvolvendo práticas que reduzam o impacto ambiental e promovam a sustentabilidade dos agroecossistemas. A pesquisa aponta para desequilíbrio ambiental do nosso planeta, que poderá levar a extinção da vida sobre o globo terrestre. Outro aspecto importante refere-se a sustentabilidade agrícola, onde observa-se consequências catastróficas como o desgaste do solo devido à monocultura, poluição e destruição de recursos naturais,tragédias climáticas, surgimento de novas doenças e pragas e o desemprego e desequilíbrio financeiro em todos os setores. Este trabalho tem o objetivo diagnosticar e revisar as fontes energéticas dos agroecossistemas e contextualizando-as dentro dedistintos sistemas de produção, e os processos energéticos que ocorrem em propriedades agropecuárias de forma a contribuir ecologicamente para o desenvolvimento regional. A metodologia aplicada neste trabalho foi uma revisão narrativa, ou seja, o material utilizado no levantamento bibliográfico é organizado a partir de fontes científicas e de divulgação de ideias. Apesar dos levantamentos obtidos, certos pontos sobre os agroecossistemas ainda não foram abordados de maneira satisfatória, necessitando de maior investigação. Como exemplo, podemos sugerir a necessidade de estudos sobre o efeito e aplicação dos agroecossistemas em áreas maiores, de âmbito nacional e internacional. A hipótese de que os agroecossistemas diminuem a necessidade de investimentos econômicos, mecânicos e humanos sob diferentes perspectivas ainda necessitam de maiores estudos e avaliações. 

Biografia do Autor

Paula Vergili Pérez

Engenheira Agrônoma. Mestre em Agronomia na área de Produção vegetal pela Universidade Estadualdo Oeste do Paraná (UNIOESTE). Coordenadora do Curso de Agronomia e Engenharia Ambiental do CentroUniversitário Uniamérica.

Lucas Alves de Oliveira

Engenheiro Ambiental pelo Centro Universitário Uniamérica. Pós-graduando em Auditoria e PeríciasAmbientais pelo Centro Universitário de Maringá (UNICESUMAR).

Francieli Panazzolo

Engenheira Ambiental. Mestre em Agronomia na área de Irrigação e Drenagem pela Universidade EstadualPaulista Julio de Mesquita Filho (UNESP).

Downloads

Publicado

29-07-2020