Brincar e Infância em Região Fronteiriça

Autores

Resumo

O presente artigo é fruto da participação do autor no projeto de pesquisa universitária intitulado: “Brincar e infância na fronteira” da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), localizada em Foz do Iguaçu/PR. O objetivo deste artigo é socializar a experiência e atividades realizadas por meio do projeto de pesquisa, bem como contribuir para novas pesquisas que envolvam o tema “Brincar e Infância na Fronteira” e em especial refletir sobre a infância e brincar da pessoa com deficiência. O método utilizado foi o da análise bibliográfica e documental. Compreende-se a importância da temática e pesquisas na área, tendo em vista contribuir para o desenvolvimento de novas políticas para de inclusão da infância com deficiência na tríplice fronteira, Brasil, Paraguay e Argentina, em especial no município de Foz do Iguaçu. Os resultados alcançados demonstram que embora haja um substancial amparo legal no que se refere à infância e ao brincar como direito, na prática a realidade não condiz com o esperado e almejado, identificamos a escassez de pesquisas que retratem o brincar e a infância na fronteira em especial das crianças com deficiência, desse modo pouco se contribui para fomentar políticas públicas para essa finalidade.

Downloads

Publicado

30-04-2022 — Atualizado em 04-05-2022

Versões