Intimidade

Uma Análise do Pensamento de Anthony Giddens

  • Karine Brito dos Santos

Resumo

A intimidade é um assunto que tem despertado interesse na pós-modernidade,notadamente em razão dos desafios de constituir na atualidade relacionamentosíntimos sadios. Para Anthony Giddens a pós-modernidade é, na realidade, a expressãode uma modernidade tardia ou reflexiva, capaz de (re)pensar a construção da intimidade,e estabelecer limites necessários para prevenir relacionamentos fixados e viciados.Este estudo de caráter documental, objetiva analisar o conceito de intimidade naobra de Giddens “A Transformação da Intimidade: Sexualidade, Amor e Erotismo nasSociedades Modernas”, especificamente no capítulo intitulado “O Significado Sociológicoda Co-Dependência”. Ao caracterizar a construção do conceito de intimidade,entrelaçando discussões sobre a codependência, enquanto fator limitante ou bloqueadordo desenvolvimento sadio da intimidade, o autor aponta a problemática das influênciasparentais na arquitetura dos relacionamentos interpessoais. Na modernidadereflexiva, as relações de gênero ganham novos contornos, na medida em que homense mulheres são impelidos a repensar e reconfigurar seus papéis, demandas e expectativas,em prol de um relacionamento mais igualitário, democrático e íntimo, em detrimentode relacionamentos fixados e viciados. Conclui-se que a construção da intimidadesadia tem como condição fundamental a independência emocional e a libertaçãoda toxidade dos vínculos parentais e, para lidar com as transformações da intimidade,torna-se imperativo a reescrita da narrativa do eu.

Biografia do Autor

Karine Brito dos Santos
Psicóloga. Mestre em Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações. Doutora em Psicologia Clínicae Cultura pela Universidade de Brasília. Professora do Colegiado de Psicologia do Centro UniversitárioUniamérica.
Publicado
02-10-2019