Nutrição materno-infantil

idade do desmame de filhos de estudante universitária

  • Nathali Miranda Piacquadio

Resumo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o aleitamento materno exclusivo seja realizado até os seis meses de vida, e complementado até os dois anos de idade ou mais. Porém, mesmo com todas as informações existentes atualmente, e diante das recomendações da OMS e do Ministério da Saúde (MS), ainda existe uma alta quantidade de mães que desmamam seus filhos precocemente, ou seja, antes dos seis meses de vida. Para obter melhores dados dessa problemática, o presente estudo teve como objetivo determinar a idade em que ocorreu o desmame de filhos de universitárias da cidade de Foz do Iguaçu/PR, e identificar os principais motivos do desmame precoce. A pesquisa foi quantitativa, com base em um questionário aplicado de forma online em um ambiente acadêmico da cidade de Foz do Iguaçu/PR. Em relação aos resultados, 40,6% das mães entrevistadas desmamaram precocemente, enquanto 59,5% não o fizeram prematuramente, ao analisarmos os motivos que levaram a cessar o aleitamento materno, foram apontados como os principais, a falta de leite (53,5%), a recusa da criança ao peito (32,6%), e o trabalho (30,2%). Concluiu-se que a idade predominante em que ocorreu o desmame dos filhos de universitárias foi após um ano de vida, não ocorrendo o desmame precoce em sua maioria, e a principal causa para aquelas que o fizeram, foi a falta de leite. Apesar do desmame precoce ser minoria na população estudada, deve-se trata-lo com seriedade, insistindo na importância do aleitamento materno.
Publicado
13-03-2020