HEMOCROMATOSE: A DOENÇA QUE ENFERRUJA

  • Rosali Braga Brandão Carvalho Faculdade União das Américas
  • Hilzete Mendes Ferreira Faculdade União das Américas
  • Karina Maria da Silva Faculdade União das Américas
  • Edna Alves Teixeira Faculdade União das Américas
  • Rosemary Jane Monteiro de Carvalho Faculdade União das Américas

Resumo

A hemocromatose é uma doença do metabolismo do ferro que tem origem em disfunção genética desencadeada por fatores ambientais. Na vigência da patologia há um defeito metabólico que prejudica a regulação da absorção do ferro, levando ao excesso do mineral no organismo, interferindo no desempenho dos órgãos afetados, onde o metal se acumula. É uma doença que acomete mais homens que mulheres, cujas manifestações aparecem geralmente a partir dos 40 anos de idade. A hemocromatose não tem cura, porém o tratamento nutricional mantém a doença sob controle.  Este artigo tem por objetivo apresentar o estudo de caso de um paciente atendido pelas estagiárias na Clínica de Nutrição da Faculdade União das Américas - UNIAMÉRICA, de Foz do Iguaçu (PR). Palavras-chave: Hemocromatose; Ferritina; Ferro.

Biografia do Autor

Rosali Braga Brandão Carvalho, Faculdade União das Américas
Acadêmicas do Curso de Nutrição da Faculdade União das Américas
Hilzete Mendes Ferreira, Faculdade União das Américas
Acadêmicas do Curso de Nutrição da Faculdade União das Américas
Karina Maria da Silva, Faculdade União das Américas
Acadêmicas do Curso de Nutrição da Faculdade União das Américas
Edna Alves Teixeira, Faculdade União das Américas
Acadêmicas do Curso de Nutrição da Faculdade União das Américas
Rosemary Jane Monteiro de Carvalho, Faculdade União das Américas
Docente do Curso de Nutrição da Faculdade União das Américas