Efeito da massagem perineal no tratamento da disfunção sexual dispareunia.

Autores

  • Gislaine Cristina Lucheti

Resumo

Objetivo: Apresentar os efeitos da massagem perineal no tratamento da dispareunia. Metodologia: Pesquisa observacional em série de casos para explorar o efeito da massagem perineal aplicada em mulheres com dispareunia. Realizada com pacientes de duas clínicas de fisioterapia de Foz do Iguaçu/PR, uma particular e outra didático- pedagógica de uma instituição de ensino superior. A amostra não probabilística de escolha intencional com 05 mulheres, com idade entre 20 e 41 anos. Os dados sociais de idade e estado civil foram coletados em conjunto com os critérios do Questionário Quociente Sexual (QS-F), versão feminina. A anamnese das participantes foi baseada na avaliação uroginecológica e no histórico obstétrico contendo o número de gestações, tipos de parto e intervenções obstétricas, como também no método contraceptivo. Os atendimentos ocorreram no período entre abril e setembro de 2019. Resultados Mulheres em relacionamentos estáveis, quanto às gestações os casos foram de nulíparas, primíparas e secundíparas. As vias de parto foram cesariana e normal com a presença de episiotomia. Anticoncepcionais utilizados pelas participantes: DIU Mirena e pílulas contraceptivas. Único aspecto comum em todos os casos são os músculos do assoalho pélvico hipertônico, não apresentando sinergismo. A média de intensidade da dor segundo a escala EVA foi de 7,4 grau. Após as sessões de intervenção do protocolo de massagem perineal, foi relatada a ausência da dor no ato sexual, experiência com todas as fases da resposta sexual, e, quanto ao QS-F obteve uma melhora de 18 pontos, saindo de uma média do padrão de resposta sexual de 55.2 para 73,2. Conclusão: As pacientes, apresentaram melhora importante nos sintomas da dispareunia, refletindo na diminuição da dor durante a relação sexual e na melhora da qualidade de vida das participantes.

Downloads

Publicado

12-03-2020