https://pleiade.uniamerica.br/index.php/pleiade/issue/feed Revista Pleiade 2019-10-03T21:53:31+00:00 Antonio Pitaguari Andrade de Farias Junior antoniopitaguari@uniamerica.br Open Journal Systems <p><em><strong>Pleiade</strong></em><strong> - Revista Científica Eletrônica do Centro Universitário Uniamérica </strong>é publicação <em>online</em> e interdisciplinar com a missão de veicular trabalhos nas áreas das Ciências Humanas e Sociais, Ciências da Saúde e Exatas, com vistas à socialização do conhecimento. A periodicidade da revista Pleiade é semestral, sendo publicada em Março e Setembro de cada ano.</p> https://pleiade.uniamerica.br/index.php/pleiade/article/view/539 Editorial 2019-10-03T07:04:37+00:00 Blasius Silvano Debald pleide@uniamerica.br <p>Editorial</p> 2019-10-02T20:34:57+00:00 Copyright (c) 2019 Revista Pleiade https://pleiade.uniamerica.br/index.php/pleiade/article/view/540 Sumário 2019-10-03T07:04:09+00:00 Luciano Ferreira Gomes biblioteca@uniamerica.br <p>Sumário</p> 2019-10-02T20:46:33+00:00 Copyright (c) 2019 Revista Pleiade https://pleiade.uniamerica.br/index.php/pleiade/article/view/541 Construção do conhecimento e descolonização 2019-10-03T07:03:40+00:00 Carlos Kusano Bucalen Ferrari drcarlosferrari.ufmt@gmail.com <p>O presente artigo visa promover uma saudável polêmica e desconstruir<br>o modelo hegemônico vigente de “produção” e “impacto” do conhecimento<br>que não interessa às nações menos desenvolvidas e privilegia a<br>publicação compulsória em periódicos estrangeiros. O primeiro ponto é uma<br>crítica à adoção reducionista de critérios bibliométricos como forma de classificação<br>de revistas, seguida de outros aspectos crítico-reflexivos relacionados<br>ao Sistema Qualis-Capes. Além de uma discussão crítica, pautada em<br>conhecimento científico e filosófico, o presente artigo traz sugestões para a<br>construção genuína do conhecimento e desconstrução do colonialismo científico<br>vigente.</p> 2019-10-02T20:52:08+00:00 Copyright (c) 2019 Revista Pleiade https://pleiade.uniamerica.br/index.php/pleiade/article/view/542 Práticas Educativas Ambientais Formais Sob o Olhar da Ecopedagogia 2019-10-03T07:03:12+00:00 Taiane Aparecida Ribeiro Nepomoceno pleide@uniamerica.br Terezinha Corrêa Lindino terezinhalindino@gmail.com <p>A Educação Ambiental tem sido debatida em diversos âmbitos, inclusive no<br>sistema escolar. Nota-se que sua concretização depende da transformação das práticas,<br>as quais geralmente são realizadas de forma pontual, sem sentido para quem o<br>pratica. Dentro dessa conjuntura, a Ecopedagogia vem emergindo e pretende despertar<br>o olhar das pessoas para a convivência harmônica entre todos os integrantes da comunidade<br>planetária, sendo que esses saberes podem ser alcançados pela cidadania<br>planetária. Ela amplifica a Educação Ambiental proporcionando-lhe meios para pensar<br>as práticas ambientais de outras maneiras, sinalizando caminhos para sua efetivação.<br>Desta forma, esta pesquisa procurou compreender quais são as propostas curriculares<br>apresentadas pela Ecopedagogia e em que ela se diferencia da proposta de<br>Educação Ambiental, no que tange às práticas educativas ambientais desenvolvidas<br>nas escolas de Educação Básica, no município de Toledo-PR. Ela utiliza-se da técnica<br>de pesquisa documental. Notou-se que grande parte dessas ações ambientais não está<br>sendo realizadas de forma transversal e interdisciplinar, conforme previsto pela legislação.<br>As duas instituições participantes apresentam evolução no processo de superação<br>das práticas tradicionais; mas, sugere-se a adoção da filosofia da Ecopedagogia<br>que representa uma proposta que pode mudar a forma de viver, aprender, transformar<br>e aprimorar as ações ambientais desenvolvidas.</p> 2019-10-02T20:59:18+00:00 Copyright (c) 2019 Revista Pleiade https://pleiade.uniamerica.br/index.php/pleiade/article/view/543 Contribuições da Franquia Pokemón Para o Ensino de Biologia 2019-10-03T07:02:43+00:00 Victor Hugo de Oliveira Henrique Hugo31_oh@hotmail.com <p>Este trabalho consiste em um relato de experiência de uma atividade pedagógica<br>realizada com uma turma do 3º ano do ensino médio, teve como objetivo relatar<br>uma proposta de utilização da franquia Pokémon no ensino de biologia. A atividade<br>foi realizada na escola estadual Nossa Senhora de Fátima no município de<br>Araputanga-MT. Consistiu na divisão em grupos, em que os discentes apresentaram a<br>diversidade da fauna dos continentes do planeta que inspiraram na criação dos Pokémon.<br>Ao fim aplicou-se um questionário aberto para cada grupo. Foi possível perceber<br>o entusiasmo assim que a proposta foi apresentada, ao fim foi possível verificar a<br>eficiência da atividade, que a mesma promoveu uma aprendizagem significativa e divertida<br>do conteúdo relacionado a biodiversidade, mostrando que o uso de desenhos,<br>animes, séries e filmes pode ser um recurso didático no ensino de biologia.</p> 2019-10-02T21:04:19+00:00 Copyright (c) 2019 Revista Pleiade https://pleiade.uniamerica.br/index.php/pleiade/article/view/544 O Uso do Feedback e do Feedforward Como Ferramentas Complementares Para a Gestão de Conflitos Intergeracionais Using Feedback and Feedforward as Complementary Tools for Intergenerational Conflict Management 2019-10-03T07:02:14+00:00 Liliane de A. Bordignon Michuel lilianebordignon@gmail.com Cecília Oderich cecilia.oderich@unioeste.br <p>A gestão de conflitos com vistas à qualificação e à inovação organizacional<br>é um desafio. Os fatores que diferenciam os comportamentos de cada geração têm<br>causado conflitos que afetam produtividade, desenvolvimento profissional e as relações<br>humanas nas empresas. Este trabalho se caracteriza como ensaio teórico que tem<br>por bases fontes secundárias, no caso, notícias e dados publicados sobre o tema, os<br>quais são analisados sob o prisma teórico da pesquisa bibliográfica. Infere-se que as<br>ferramentas de gestão chamadas feedback e feedforward podem ser aplicadas no diagnóstico<br>e na gestão de conflitos organizacionais, com destaque aos conflitos intergeracionais<br>considerando as gerações baby boomers, x, y e z. O feedback e o feedforward<br>podem favorecer a qualificação da comunicação, a valorização das<br>potencialidades individuais e grupais, o fortalecimento em relação às competências e<br>habilidades profissionais e, consequentemente, ajudar no melhor aproveitamento dos<br>conflitos como oportunidades de crescimento pessoal e organizacional.</p> 2019-10-02T21:12:13+00:00 Copyright (c) 2019 Revista Pleiade https://pleiade.uniamerica.br/index.php/pleiade/article/view/545 Efeitos da Drenagem Linfática Manual na Diminuição do Edema de Membros Inferiores em Gestantes 2019-10-03T07:01:46+00:00 Alexandre Delgado alexmagno_d@hotmail.com Catarina Rattes pleide@uniamerica.br Maria Eduarda Soathman de Abreu pleide@uniamerica.br Mikaela Aparecida de Oliveira Xavier pleide@uniamerica.br Diego Luis de Queiroz Araújo pleide@uniamerica.br Rita de Cassia Barros da Silva pleide@uniamerica.br Iza Paula de Deus Mello Albuquerque Arruda pleide@uniamerica.br Marcelo Renato Guerino marceloguerino@hotmail.com <p>Avaliar os efeitos da drenagem linfática na prevenção e diminuição do edema<br>de membros inferiores em gestantes no segundo e terceiro trimestre gestacional.<br>Trata-se de uma série de caso. A população foi composta por 10 gestantes no segundo<br>e terceiro trimestre gestacional. A drenagem linfática foi realizada com a paciente em<br>decúbito dorsal, a 45 graus. Foi iniciada com a estimulação na região cervical por 15<br>minutos, em seguida estímulos nos linfonodos inguinais de ambos os membros inferiores,<br>poplíteo e maleolar. Cada membro inferior foi drenado durante 20 minutos.<br>Houve redução do edema nos membros inferiores das gestantes em média de dois<br>centímetros logo após a primeira sessão (efeito agudo) e após a última sessão (efeito<br>tardio) com redução de até cinco centímetros. Houve diferença significativa tanto no<br>efeito agudo quanto no efeito tardio em relação à dor e a fadiga nos membros inferiores.<br>Todas as gestantes ficaram satisfeitas e recomendariam o tratamento. A técnica de<br>drenagem linfática manual se mostrou eficiente na prevenção e diminuição do edema,<br>dor e fadiga nos membros inferiores em fase aguda e no efeito tardio. Todas as gestantes<br>ficaram satisfeitas com a drenagem linfática e recomendariam o tratamento.</p> 2019-10-02T21:23:18+00:00 Copyright (c) 2019 Revista Pleiade https://pleiade.uniamerica.br/index.php/pleiade/article/view/546 Intimidade 2019-10-03T07:01:17+00:00 Karine Brito dos Santos karine.unb@gmail.com <p>A intimidade é um assunto que tem despertado interesse na pós-modernidade,<br>notadamente em razão dos desafios de constituir na atualidade relacionamentos<br>íntimos sadios. Para Anthony Giddens a pós-modernidade é, na realidade, a expressão<br>de uma modernidade tardia ou reflexiva, capaz de (re)pensar a construção da intimidade,<br>e estabelecer limites necessários para prevenir relacionamentos fixados e viciados.<br>Este estudo de caráter documental, objetiva analisar o conceito de intimidade na<br>obra de Giddens “A Transformação da Intimidade: Sexualidade, Amor e Erotismo nas<br>Sociedades Modernas”, especificamente no capítulo intitulado “O Significado Sociológico<br>da Co-Dependência”. Ao caracterizar a construção do conceito de intimidade,<br>entrelaçando discussões sobre a codependência, enquanto fator limitante ou bloqueador<br>do desenvolvimento sadio da intimidade, o autor aponta a problemática das influências<br>parentais na arquitetura dos relacionamentos interpessoais. Na modernidade<br>reflexiva, as relações de gênero ganham novos contornos, na medida em que homens<br>e mulheres são impelidos a repensar e reconfigurar seus papéis, demandas e expectativas,<br>em prol de um relacionamento mais igualitário, democrático e íntimo, em detrimento<br>de relacionamentos fixados e viciados. Conclui-se que a construção da intimidade<br>sadia tem como condição fundamental a independência emocional e a libertação<br>da toxidade dos vínculos parentais e, para lidar com as transformações da intimidade,<br>torna-se imperativo a reescrita da narrativa do eu.</p> 2019-10-02T21:29:56+00:00 Copyright (c) 2019 Revista Pleiade https://pleiade.uniamerica.br/index.php/pleiade/article/view/547 A Sexualidade Infantil na Perspectiva da Psicanálise 2019-10-03T07:00:48+00:00 Débora Silva Barbosa be.five@outlook.com João Jorge Correa joaojorgecorrea@gmail.com <p>Do ponto de vista da psicanálise, são muitos os fatores que podem contribui<br>na constituição do psiquismo infantil e que conduza a um sujeito adulto melhor. Objetivo:<br>Abordar o desenvolvimento do psiquismo da criança. Contexto: Aborda-se o<br>desenvolvimento do psiquismo da criança e da sua sexualidade sob o olhar da teoria<br>psicanalítica, trazendo à tona as principais contribuições de Freud, Klein e Winnicott<br>para explicar as engrenagens desta formação e suas implicações na construção da personalidade<br>de um indivíduo. Método: A pesquisa que originou o presente artigo pautou-<br>se em levantamento de fontes bibliográficas dos autores centrais do estudo e seus<br>comentadores. Resultados: Evidenciamos que a psicanálise pode ser elemento decisivo<br>não só na compreensão de como a criança adquire independência, como desenvolve<br>suas relações de amor, ódio, ciúme, inveja ou como surgem suas neuroses, mas<br>também, porquê nos tornamos o que nos tornamos socialmente.</p> 2019-10-02T21:38:05+00:00 Copyright (c) 2019 Revista Pleiade https://pleiade.uniamerica.br/index.php/pleiade/article/view/548 Análise da Flexão e das Manifestações Patológicas em Laje Maciça na Cidade de Foz do Iguaçu 2019-10-03T07:00:20+00:00 Tatiane Couto coutotattii@gmail.com Scarlet Karina Montilla Barrios scarlet.barrios@uniamerica.br <p>O presente estudo procurou fazer uma análise numérica computacional e de<br>patologias de uma laje maciça do segundo pavimento de uma edificação comercial em<br>Foz do Iguaçu, PR. A mesma tem uma configuração circular apresentando varios problemas.<br>Para desenvolvimento da análise utilizou-se um levantamento das anomalias<br>através de vistoria do local, identificação da natureza e origem das patologias, diagnóstico<br>da situação e caracterização das patologias, e uma análise numérica por ele -<br>mentos fintios para propor as soluções mais adequadas ao problema da flexão da laje.<br>As principais manifestações patológicas estão ligadas a erros de projeto, construção e<br>manutenção inadequada, fatores que explicam os problemas precoces ocorridos na<br>obra. Estabelece-se como necessário que a laje seja reforçada com armaduras negativas<br>e positivas para sua utilização, devido a que a flexão e muito alta e sobrepassa o<br>limite permitido normativamente. A solução indicada para a correção de fissuras e rachaduras<br>nas juntas de concretagem é a injeção de resinas e argamassas epoxídicas e<br>uso de pintura anticorrosiva a base de zinco.</p> 2019-10-02T21:54:32+00:00 Copyright (c) 2019 Revista Pleiade https://pleiade.uniamerica.br/index.php/pleiade/article/view/549 Consequências Negativas Socioeconômicas da Intervenção do Estado na Economia à Luz da Escola Austríaca 2019-10-03T06:59:52+00:00 André Felipe de Souza Prieto fprieto.29@gmail.com André Cavichioli Brito andre_cavichioli@yahoo.com.br <p>O presente artigo versa a respeito sobre o entendimento de um sistema de<br>livre mercado tendo como princípio a Escola Austríaca de Economia, distinguindo o<br>fator negativo que causa quando o estado intervém na economia, suprimindo a liberdade<br>de escolha do indivíduo, tendo como foco principal a situação econômica do<br>Brasil, devido à baixa competividade que se encontra, mostrando através da falta de<br>abertura de mercado, pois, quando há uma liberdade de negociação sem uma forte intervenção<br>do governo nas relações de mercado, o país se torna mais próspero e rico,<br>devido à competitividade, oferecendo o melhor produto ou serviço para o consumidor<br>sem a necessidade intervencionista do estado atrapalhando a negociação privada. Os<br>países com o maior índice de liberdade de econômica se encontram com a qualidade<br>de vida mais alta, sem a necessidade do estado coagir o cidadão ou sufocar o velhos e<br>novos empreendimento através de regulações e taxas.</p> 2019-10-02T22:06:42+00:00 Copyright (c) 2019 Revista Pleiade https://pleiade.uniamerica.br/index.php/pleiade/article/view/550 Utilização do Treinamento Resistido Manual como Alternativa de Treinamento de Força sem Equipamentos 2019-10-03T21:53:31+00:00 Douglas da Luz Nunes douglasnunes@uniamerica.br Hermínio Polizelli Neto pleide@uniamerica.br Cauê Vasquez La Scala Teixeira pleide@uniamerica.br <p>Este estudo teve como objetivo fazer uma revisão bibliográfica de<br>literatura de estudos referentes ao treinamento resistido manual e através deste<br>fazer um documento sugestivo para orientar os profissionais que se interessem<br>pelo desenvolvimento de força sem utilizar os equipamentos tradicionais<br>das academias. As pesquisas realizadas em artigos e livros mostram que<br>o treinamento resistido manual é eficiente no ganho de força e técnica que<br>pode ser usada em diversas situações, tanto em atletas, dançarinos, idosos,<br>população em geral. Por ser econômica e eficiente pode ser ótima alternativa<br>no treinamento personalizado.</p> 2019-10-03T00:03:35+00:00 Copyright (c) 2019 Revista Pleiade https://pleiade.uniamerica.br/index.php/pleiade/article/view/551 Nutrição no Esporte 2019-10-03T06:59:23+00:00 Simone Patrícia Müller Scholl simonemuller011@hotmail.com Ana Manuela Ordoñez anamanuela@uniamerica.br Cássia Regina Bruno Nascimento pleide@uniamerica.br Flora Miranda pleide@uniamerica.br Isabel Fernandes isabel@uniamerica.br <p>Introdução. Diante do crescimento do mercado e do consumo de suplementos<br>alimentares entre praticantes de atividade física, torna-se importante indagar<br>se o nível de conhecimento a respeito destes produtos cresce na mesma proporção,<br>pois pesquisas associam o uso indevido de suplementos alimentares com complicações<br>à saúde. Objetivo. Avaliar, entre praticantes de atividades físicas em academias,<br>da cidade de Santa Rita – Paraguai, a prevalência do uso de Suplementos Alimentares<br>sem orientação nutricional, bem como aferir as fontes de indicação e finalidade do<br>consumo. Metodologia. Foram entrevistados 100 indivíduos, de ambos gêneros, com<br>idades entre 16 e 59 anos. A coleta dos dados transcorreu de forma aleatória em duas<br>academias. Aplicou-se um questionário composto por 14 perguntas fechadas. Resultados.<br>Em referência ao uso de suplementos alimentares, 90% reportaram ter feito<br>uso destes produtos, entre os quais apenas 13,3% apontaram recomendação nutricional<br>ou médica como principal motivo para a utilização. O Whey Protein foi o suplemento<br>mais citado (83,3%), seguido pelo BCAA (70%). Suplementos foram mais frequentemente<br>indicados por professores de academia/educadores físicos (54,4%).<br>Conclusão. Verificou-se que entre os praticantes de atividades físicas o uso dos suplementos<br>alimentares sem orientação e prescrição adequadas vem tomando proporções<br>cada vez maiores. Diante desta problemática e dos resultados obtidos, cabe ressaltar<br>a importância da presença do profissional nutricionista dentro das academias.</p> 2019-10-02T22:31:15+00:00 Copyright (c) 2019 Revista Pleiade